A arte do Susto e a Piada Seca
Porque rir é o melhor remédio e sem L. Casei Imunitass

Nudistas, uma nova espécie de criaturas ?

Já me chamaram de muita coisa em muitas situações diferentes, mas de “texteis” foi a primeira vez. Não é que mo tenham chamado directamente mas como já fui um dos passageiros passeantes (de corrida) por algumas praias onde se practica nudismo, tenho de me incluir neste grupo. Aposto que não fui das primeiras pessoas a faze-lo nem serei certamente a ultima, mas não acho correcto ser chamado de “texteil” só porque me apetece correr pela praia de calções e passo ocasionalmente numa praia de nudistas que depois se sentem incomodados com isso. Aliás, ainda não percebi muito bem com o que é que eles estão chateados afinal, porque reclamam uma série de injustiças e falhas que as praias deviam ter criadas só para estas criaturas especiais que aparentemente têm de viver isoladas de tudo e quase sempre numa “redoma”! Oram vejam só o que está legislado de propósito para estes seres (noticia Jornal Público)!

Agora digam-me se com todas estas restrições, algum nadador salvador, (considerado textil) ou até mesmo algum empresário tem interesse em investir num quase pseudo-nicho de mercado (se é que se pode considerar isso sequer) só para que os pilinhas se possam sentir mais seguros (não incomodados)?  

 

 

Deixem-se de “mariquices” dêem um mergulho em águas mais geladas que isso arrefece pá! Já agora arranjem lá outro nome para o pessoal que usa roupa, porque “texteis” só por causa de uns “calçonecos” parece-me algo exagerado! Ou estarei eu a exagerar?

 

14 Respostas to “Nudistas, uma nova espécie de criaturas ?”

  1. ”Estes seres” Para que saiba o caríssimo têxtil, estimam-se num mercado de turismo ”residual” de 60 milhões de pessoas. Sabe-se que metade da população holandesa já experimentou o nudismo/naturismo. Pseudo nicho de mercado metade de uma população de um país é que me parece exagerado!
    Outra coisa, têxtil não é nem pretende ser ofensivo, é uma forma de definir quem não está como veio ao mundo… Se já nasceu de calçonecos e precisa deles para que não vejam algo a arrefecer azar o seu…

    Para terminar, os naturistas não pretendem redomas de vidro, mas pretendem algo semelhante ao que os ”burros” dos espanhois, já perceberam há muito… Onde as autoridades defendem esse pseudo nicho de mercado… de gentinha que mais não quer do que ir olhar para @s outr@s… Não falo das pessoas que correm na praia falo daqueles que sabendo ser uma praia naturista se instalam junto de quem só quer apanhar o seu sol sem barreiras.

    Voltando ao exemplo Espanhol, para não falar de França, da Alemanha, da Bélgica, Croácia. Em Portugal seis praias naturistas em Espanha quatrocentas…

    Se gosta de humor a sério… aconselho-o a ver o último episódio dos Contemporâneos. Sobre a praia dos agasalhados!!!

    Saudações de um desses seres!!

  2. Isto é uma pouca vergonha! Se Deus quisesse que andássemos nus, nós não nasciamos de fato completo e gravata! Gente perversa e doentia!…

  3. esqueceste de diz que no desenho que apresentas aqui,é o autor deste blogue na primeira vez que encontrou uma praia naturista e como além de PROPOTENTE é muito curiosos teve de ler tudo e aconteceu-lhe o que está decomentado no desenho…..
    mas pelos vistos ele gostou

  4. Meus caros nudistas, ao que me parece o vosso repudio pelo têxtil parece ser enorme, como tal aconselho-vos então a irem para os vossos empregos tal como vieram ao mundo! Porque não o fazem? Medo de represálias? Aliás se o têxtil vos incomoda assim tanto porque se aquecem com têxteis no inverno? Já agora, eu ainda acho que o sol é de todos e nasce todos os dias para todos, assim sendo penso que não existiria problema algum em misturarem-se com os têxteis! Ah claro, assim acabava a vossa tentativa de exclusividade ou nova rede social!
    Só para que conste, adoro ver gente nua, não me incomoda em nada. Incomoda-me sim as “frescuras” e desculpas esfarrapadas que arranjam para que olhem para os nudistas! Não sou católico, mas se dizem que Deus nos quer nús, nunca deveríamos então ter aceite a evolução da espécie humana e continuarmos a comportar-mo-nos como macacos! Bem mas então aí nunca poderia sequer ter escrito a sua opinião num MUNDO chamado WorldWideWeb, ou ver sequer o último episódio do programa humorístico “Os Contemporâneos”! Era simplesmente um ignorante, Nú!

  5. Olha, olha! Então tens a mania de ir passear para as praias de nudistas mas, graças a Deus e para bem dos nossos queridos olhinhos, retrais-te de retirar as leguminosas para fora do calçonero! Muito bem!

    Já agora fiquei aqui com uma dúvida em relação ao “ponto de vista” dos nudistas que vieram aqui comentar. Defendem que se deve andar sem roupa mas depois tem vergonha de o fazer? Se querem tirar a roupa em privado, façam-no em casa. Quem anda na rua expõe-se.

  6. Portugal um país antiquado bolorento e de mentes preversas, não quer mudar, anda vestido normalmente com fatos de banho dos anos 60/70, felizmente ainda há (!!!) algum turismo que traz algo de novo.

  7. Caros texteis: termo simpático até…)
    Em primeiro lugar, nenhum naturista procura o isolamento completo e acho que não pretende regras para as praias como algumas no Brasil. Onde só entra gente nua. Cá, felizmente não é obrigatório.
    Apenas assim numa primeira vez um curioso, pode arriscar confortávelmente tirar a roupa sem pressões de regulamentos.
    É evidente que toleramos melhor os texteis que eles a nós, mas admitamos que nenhum naturista no seu perfeito juizo se vai despir numa praia textil apinhada de gente vestida, não somos exibicionistas.

    Para concluir, desafio-o caro autor, a experimentar um banho de mar, sem roupas.
    Depois publique aqui a sua opinião. Talvez sinta necessidade de racionalizar alguns (pre)conceitos adquiridos.
    Fique bem (vestido se é assim que prefere)

  8. Caro(s) Naturista(s)

    Ao contrário do que possa parecer pelo meu post a este respeito, eu já fiz nudismo! Tanto numa zona destinada para tal, como numa zona onde tal não era permitido (a praia encontrava-se praticamente vazia e não existiam crianças em redor)! Agora daí a tornar-me naturista vai um passo gigante! Tal como eu, penso que a maioria dos Portugueses já passou por essa experiência, mas como vê não andamos todos nus!
    As pessoas andam vestidas porque é confortável, aposto que mesmo que fosse permitido não andaria todo nu na rua em pleno inverno, pois não? Se calhar tinha frio, digo eu um misero “têxtil” que para aqui anda e acompanhou a evolução da espécie humana! Mas este argumento já não é debatido pelos naturistas, em minha opinião porque também vocês sabem que são “Têxteis” quer queiram quer não, e tiveram de se adaptar ao conforto das roupinhas que usam para se proteger do frio e do vento. Estranho é que no inverno quando vou passear com o meu cão nunca vejo nestas praias os nossos caros naturistas! Fico a achar que até são estilo aqueles produtos sazonais… (sem querer ofender)!

  9. Meu caro Darioletras

    Tentar tornar controverso um assunto tão simples… ou é comunicação social sensacionalista ou revela dificuldade de compreensão (e isso é mais preocupante).
    Vamos ver se o compreendo. E se me faço enterder:

    1º a questão das crianças em redor, a nudez não “ofende” as crianças, se já reparou é comum as crianças mais novas andarem a brincar pela praia (textil) nuas. Porquê? Porque é mais confortável.
    Mas a partir de uma certa idade os papás OBRIGAM-NAS a vestir. Porquê? PUDOR, fruto de uma cultura judaico-cristã.
    Se tem curiosidade tente descobrir em que momento um Papa mandou “vestir” todas as representações religiosas que até ai eram representadas nuas e não ofendiam ninguém. Desculpe, possivelmente o senhor é Muçulmano e até acha que as mulheres deviam usar a burca.

    2º Todos os naturistas são também texteis, ou melhor são texteis, mas naturistas em part-time. Porquê? Porque não é possivel estar sempre nú, seja pelas convenções sociais (as que existem), seja pelas condições climatéricas. Mas quando podem, despem-se.
    Isso causa-lhe comichão? tente uma pomada, não se vai despir na frente do dermatologista, pois não?

    Sabe, existem pessoas que nunca poderão ser naturistas, aqueles que vivem apenas da sua imagem. Porque não têm conteúdo, sentem-se (Literalmente) despidos sem os calções Lacoste ou a T-shirt Nike. E utilizam essa farda como espantalho. Não gostam das pessoas e julgam-nas pela sua aparência (ser ou parecer, dois conceitos a rever).
    Estando nús, somos todos iguais, sem acessórios que permitam a distinção de clases sociais. Isso é insuportável para uma antiga espécie de criaturas, que necessitam de ostentar o que possuem (ou pediram emprestado).

    P(ergunta)S- quando passeias o teu cão ele vai vestido?

    Uma grande vantagem do Nudista:
    -Não entala o pilau no fecho das calças.

    …quando te acontecer lembra-te deste blog.

    Espero ter contruibuido…

  10. LOl. Muito bom! É fantástico observar como este assunto incomoda! Não vou refutar tudo o que disse até porque penso que este assunto é um tabu com potencial para ser tema num programa estilo prós e contras! Aposto que se todos os naturistas convidados fossem nus batiam-se records de audiências, mas a realidade é outra visto que como são uma pequena minoria não conseguem ter a expressão (leia-se importância) necessária para tal. E sinceramente adorava estar enganado/errado. Acredite.

    Apenas lhe vou responder à questão que levantou sobre o meu cão porque ele coitado é um animal e como tal, não lhe pode responder e penso que é isso que distingue e marca a evolução da raça Humana (mais uma vez) dos animais ou como referi num outro comentário dos macacos! É normal que os animais andem despidos, porque por norma têm uma camada enorme de pelos que os protege (pode chamar-lhe têxtil se preferir), ao contrário dos humanos!

    Já agora e só por resposta à sua curiosa observação em relação aos entalos de “pilaus”. Se por acaso isso algum dia acontecer não me irei lembrar certamente deste Post, mas sim de que devia ter comprado uma calças o nº acima para que o tamanho do “pilão” não volte a incomodar!

    Contribuiu em muito!

    Quanto mais conheço os naturistas, mais convicto estou da minha opinião!

  11. (…)não é possivel estar sempre nú, seja pelas convenções sociais (as que existem), seja pelas condições climatéricas. Mas quando podem, despem-se.
    Eu quando posso também o faço o mais rápido possível. Mas normalmente isso não incluí as “punhetas de mar” que o utilizador Nomag insinua, eu é mais cona mesmo!

  12. Quando referes, pequena minoria, avalias pelo que vês e desconheces completamente os números (procura que eles existem).
    Confundir nudismo com naturismo é a melhor evidência de que não sabes do que falas.

    Alguma informação que deverias ter consultado antes de escreveres baboseiras:

    “O Naturismo dirige-se ao Homem na sua totalidade – alma, espírito e corpo – preocupando-se não só com o cuidado físico, mas igualmente com o desenvolvimento cultural, tendo como meta um elevado nível psíco-social” (W.W., actual presidente da INF/FNI).”

    “Certamente que ninguém se improvisa naturista de um dia para o outro. Contudo, o Naturismo é qualquer coisa que se faz transportar “clandestinamente” dentro de nós próprios, não existindo uma idade determinada para se revelar. Ela poderá acontecer a qualquer momento. Quem já não sentiu vontade de se despir em algum lugar – numa praia, num lago, numa montanha, num rio, num campo verdejante ou salpicado de flores, numa floresta ou, até mesmo em casa, na lida diária? Quem já não sentiu necessidade de se evadir da cidade, da confusão do trânsito, da poluição, do stess, do relógio, do tempo passado a correr entre a casa, o emprego e o centro comercial? Os naturistas não desapreciam a comodidade e o bem estar material e todas as facilidades do mundo moderno, mas recusam que elas constituam o único objectivo das suas vidas. Os naturistas preferem, antes, integrar de forma inteligente, o desenvolvimento material na sua filosofia interna e por isso humanizada, sem esquecer a sua natureza física, despojada de máscaras, e enquadrá-las de forma equilibrada e harmoniosa no conjunto mais vasto que constitui a natureza do planeta que habitamos.
    Libertar esse espírito é redescobrirmo-nos a nós próprios. ”

    “O Naturismo precisa de todos os homens e mulheres que recusam não só a timidez, mas sobretudo a ignorância, o sexismo, o exibicionismo, a intolerância, a hipocrisia da moral vigente.
    O Naturismo precisa de todos aqueles que, sem “vergonha” de si mesmos, se batem pela liberdade, pelos direitos humanos, pela defesa do meio ambiente e preservação da Natureza. (L.C., presidente da FPN)”.

    Se quiseres aprender alguma coisita:
    “Googla” Naturismo.
    Bom estudo

  13. A pessoa que me parece ter dito a coisa mais acertada foi o Sandro no vosso próprio fórum no post que linka para cá.
    Não percebo como é que alguém acha que um blog onde se fala de comer aranhas, do Zézé Camarinha, do “Homem Cú”, fósseis de hamburguers, ou se disserta sobre “Porno vs Rugby” ou outras imbecilidades do género é um sítio sério onde se emitem opiniões avalizadas sobre o nudisto/naturismo ou exibições de fruta.

    Epá, sinceramente, eu não me podia estar mais a cagar para as roupas mas por outro lado não posso deixar de olhar de lado para uma data de gente que diz que isto não tem nada a ver com sexo, mas que por outro lado apresentam como grande argumento a sensação do mar a fazer “badalar” os genitais. Também me parece um bocado hipócrita que se lute tanto pelo direito à nudez em público, porque o direito a esta em privado sempre existiu, mas que se tenha “vergonha” de o fazer… em público.

  14. Desde novo que achei normal o corpo de qualquer pessoa e por isso ver alguém nú nunca me suscitou qualquer tipo de curiosidade.
    Ando nú em casa se a temperatura o permitir e felizmente temos uns 5 mesitos de temperaturas agradáveis. Descobri recentemente a praia da Estela e sempre que posso dou um salto até lá para apanhar sol. Nas outras praias, apenas posso tomar banho nu no início ou fim de época balnear para evitar incomodar os “têxteis”. Na praia da Estela percebi que 2 homens locais criticavam a partir da berma da praia (junto ao riacho que lá desagua) mas não paravam de olhar!!! Tarados! Aquilo é tão grande que não percebo pq os incomoda!?
    Havemos de sair do buraco Senhores! Viva Portugal!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: